Como Criar Minha Própria Game Engine: Saiba por que é tão importante!

Tempo de leitura: 4 minutos

Uma game engine é uma parte do programa que é utilizada para desenvolver tipos diferentes de jogos.

Uma game engine completa executa tarefas que são comuns a vários jogos, com a finalidade de fazer os desenvolvedores apenas desenhar o conteúdo ao invés de ter de colocar novamente as mesmas partes para cada jogo criado.

Em uma engine pode haver complexidade o suficiente para lidar com games online em 3D, jogos de tabuleiro em 2D e jogos onlines mais comuns, ou se você quiser pode ser utilizada simplesmente para implementar jogos de carta.

Portanto, modelar uma engine é uma tarefa bem desafiadora, mas o preço de tempo e energia gasto é muito recompensador para desenvolvedores de games que desejam criar vários games.

O que iremos aprender neste artigo?

// 1. Desenvolvendo as ferramentas

// 2. Implementando o manipulador de entrada

// 3. Modelando a arquitetura da game engine

// 4. Desenhe e faça implementação da engine de renderização

// 5. Criando o atualizador do estado do jogo

// 6. Teste e faça debug dos componentes

1. Desenvolvendo as ferramentas

Desenvolvendo as ferramentas

Desenvolva as ferramentas básicas que a sua engine vai ter de utilizar. Você irá precisar de um administrador de memória, pois cada objeto que você criar utilizará para alocá-la, para que você registre a sua utilização e faça limpeza de pedaços não utilizados.

Um logger também precisará ser criado, pois será usado por inúmeros componentes para fazer o registro de tudo que for feito.

Um Logging é indispensável em engines maiores. Você vai precisar de um kernel, onde o loop principal do jogo opera e decide qual ação executar depois.

2. Implementando o manipulador de entrada

implementando o manipulador de entrada

Faça a implementação do manipulador de entrada pois você vai querer usar as entradas do mouse, teclado e joystick e deixar espaço para outros dispositivos de interação humana.

O dever dessas entradas é mapear, de forma intuitiva, os comandos que são passados para o atualizador do estado do jogo.

3. Modelando a arquitetura da game engine

modelando a arquitetura da game engine

Os componentes principais são o manipulador de entrada, o atualizador do estado do jogo e o renderizador.

O manipulador de entrada tem como função realizar a leitura das entradas de usuário e fazer a tradução em comandos que a engine compreenda.

O atualizador atualiza o estado do jogo baseado nas regras dele, na sua física e na sua inteligência artificial. O renderizador faz o desenho do estado do jogo atual da forma que o usuário deverá ver.

E-book Desenvolvimento de Games
Baixe Gratuitamente o Guia Completo para se Tornar um Desenvolvedor de Games

Tenha em mãos este livro digital, para você aprender tudo que precisa para iniciar no fantástico mundo de desenvolvimento de games!

 

4. Desenhe e faça implementação da engine de renderização

Desenhe e faça implementação da engine de renderização

Isso até pode ser bastante complexo, mas quem disse que precisa ser dessa forma.
Se seus jogos demandam gráficos 3D novos, você vai querer mais deste componente. Quanto tempo e esforço você precisa dedicar ao renderizador depende muito de quais tipos de jogos você quer criar.

5. Criando o atualizador do estado do jogo

criando o atualizador do estado do jogo

Ele irá receber entradas do usuário e atualizará o estado do jogo baseado nelas e nas regras do jogo.

Pode ser o componente mais complexo, uma vez que ele vai se envolver com a física do game e permitirá aos desenvolvedores implementar regras nele.
Se seus games forem online, os componentes de rede vão aqui e haverá necessidade de pensar muito para decidir quais atualizações o servidor vai ter de fazer e quais tarefas são realizadas pelo cliente.

6. Teste e faça debug dos componentes

Considere utilizar ferramentas que ajudem os desenvolvedores de games a fazer uso de cada componente.

Essas podem ser boas formas de testar as partes individuais. Você também pode tentar criar um game simples para ter a absoluta certeza de que não é nem um bicho de sete cabeças fazer a implementação de um jogo usando sua engine, bem como para confirmar que o programa funciona como o planejado.

Conclusão

conclusao game engine

Gostou do artigo? Quer se aprofundar ainda mais no assunto das Games Engines?

O que você acha de aprender a desenvolver games e construir suas próprias Games Engines do absoluto zero em um passo a passo super simples que eu mesmo doou em nosso treinamento para desenvolvedores de games?

Você irá aprender do absoluto zero com as melhores engines do mercado. Ah! E não é preciso saber nada sobre desenvolvimento de games ou programação, nós iremos te ajudar desde os primeiros passos.

>> Conheça o Treinamento mais completo do Brasil que irá fazer de você Desenvolvedor de Games Profissional

E tem mais, você irá ganhar muito dinheiro com os jogos que você produz!