Como se tornar um Desenvolvedor Full Stack – Guia Completo e Definitivo

Tempo de leitura: 10 minutos

Será que realmente vale a pena aprender como se tornar um Desenvolvedor Full Stack?

Preciso realmente dominar todas as linguagens de programação para me tornar um desenvolvedor Full Stack?

Bom, essas são algumas das perguntas embaraçosas que surge na mente de quem está começando a explorar esse universo do desenvolvimento.

Mas fique tranquilo, que nesse artigo vou estar respondendo todas elas e também vou te mostrar que o Desenvolvedor Full Stack talvez não seja nada disso que você está pensando.

Até pode parecer que seja um desafio muuuuiiitooo grande e complicado para quem está começando, mas na verdade tudo depende da sua perspectiva.

Se você começar a ver Full Stack como um monstro que você não consegue lidar com ele, é isso que ele será para você.

Mas pra gente entender bem todo esse universo do Full Stack, vamos começar bem pelo inicio de tudo, e ao terminar esse artigo você estará bem esclarecido e pronto para tomar a decisão de se vale ou não vale a pena se tornar um Desenvolvedor Full Stack.

Sobre o que nós vamos conversar nesse artigo?

// 1. O que é de fato um Desenvolvedor Full Stack?
// 2. Compreendendo as Camadas de Desenvolvimento Front-End
// 3. Dominando o HTML e CSS
// 4. Dominando o JavaScript
// 5. Linguagens Back-End
// 6. Databases & Web Storage
// 7. HTTP e REST

Preparado para trilhar o caminho Full Stack? Então aperte os cintos que é só o começo de uma mega jornada que estamos iniciando aqui no Blog da Danki Code.

1. O que é de fato um Desenvolvedor Full Stack?

O que é de fato um Desenvolvedor Full Stack

O Full Stack é uma combinação perfeita, ou seja, são as duas pernas que você precisa para caminhar como um Desenvolvedor completo: O <Front-End> e o <Back-End>.

E qual a vantagem de ser um desenvolvedor completo?

Bom, como o próprio nome já diz, algo completo não depende de outras partes, além do mais você irá trabalhar e entender todo o processo de desenvolvimento.

O Front-End geralmente trata da parte da aplicação que o usuário vê estampada na tela, e o Back-End é a parte da aplicação que lida com a lógica, interações de banco de dados, autenticação de usuário, configuração do servidor, etc.

Você se tornando um desenvolvedor Full Stack, não significa que você terá que dominar tudo que é necessário do Front-End e do Back-End, mas isso significa que você poderá trabalhar em ambos os lados e compreender tudo que está acontecendo de forma holistica.

Bem, de acordo com “Stack Overflow 2016 Developer Survey” O desenvolvedor Full Stack, dentre os outros desenvolvedores é o mais popular hoje, e não é atoa que existe tanto conteúdo e professores falando sobre ser um desenvolvedor Full Stack.

E se de alguma forma você foi despertado para se tornar um Desenvolvedor Full Stack vai abaixo um Guia Completo para você começar hoje mesmo a sua carreira! PREPARADO?

2. Compreendendo as Camadas de Desenvolvimento Front-End.

compreendendo as camadas do desenvolvimento front-end

Vou lhe passar um conceito rápido e bem antigo mas que fará toda a diferença na compreensão do que vem a seguir sobre front-end, que é o conceito de como nós organizamos um codigo.

Existem 3 camadas no desenvolvimento web: Informação, formatação e comportamento.

A camada de informação: é normalmente controlada pelo HTML. Ela exibe e da significado à informação que o usuário consome.

É nela que você marca o que é um titulo, um parágrafo etc.. Dando significado e estruturando cada pedaço de informação publicada.

A camada de formatação: é normalmente controlada pelo CSS. É nesta camada que você controla como a informação será formatada, transformando o layout feito pelo designer em código.

O CSS é o responsável por dar forma à informação marcada com HTML, para que ela seja bem-vista em qualquer dispositivo.

A camada de comportamento: Era totalmente controlada pelo JavaScript, no entanto o CSS agora está tendo algumas responsabilidades nesse terreno.

Nesta camada é onde controlamos qual será o comportamento da informação.

Quando uma modal se abre ou um slider de imagens funciona, é o JavaScript que está entrando em ação. São explicações bem básicas de cada camada, vamos entender agora cada uma delas.

Veja também o nosso artigo – introdução ao JavaScript: Um guia para iniciantes.

3. Dominando o HTML e CSS.

Dominando o HTML e CSS

Como já falamos no tópico anterior, o HTML (Hyper Text Markup Language) é uma linguagem de marcação de HiperTexto e é a linguagem que é usada para a criação de sites. Ela é a base de tudo.

Na verdade tudo começa e termina com HTML, pois até o CSS não tem significado algum sem o HTML.

O HTML é o centro de tudo o que acontece no desenvolvimento Web.

E com certeza não tem como você se tornar um Desenvolvedor Front-End sem dominar o HTML, pois ele vai está presente em todo o seu projeto.

E não só é importante como existem milhões de conteúdos gratuitos na internet ensinando como você escrever HTML, porém aprender só o HTML não irá te levar muito longe, dai a necessidade do CSS, para estilizar/formatar o seu HTML.

O CSS foi criado em 10 de outubro de 1994 por Håkon Wium Lie e Bert Bos justamente por conta da necessidade de formatar documentos HTML, formatando pela primeira vez na historia o conteúdo que era publicado na internet.

Aqui vai uma lista do que geralmente você irá precisar dominar para passar por uma entrevista e para o seu dia a dia como desenvolvedor front-end:

HTML Semântico

Compreender e explicar o CSS Box Model

Quais os benefícios dos pré-processadores de CSS? (você não precisa necessariamente entender como utiliza-lo em um nível profundo, mas você precisa entender o que eles são e como eles ajudam com o desenvolvimento).

Entender o CSS Media Queries para segmentar dispositivos diferentes e escrever um CSS responsivo.

Bootstrap (é uma estrutura para ajudar a criar e projetar conteúdo em uma página, mas enquanto muitos programas ou escolas on-line se concentram fortemente no ensino de Bootstrap, na realidade, é mais importante ter um profundo conhecimento de CSS fundamental do que os recursos e métodos específicos do Bootstrap).

4. Dominando o JavaScript.

Dominando o JavaScript

O JavaScript que um dia foi considerado o patinho feio da programação, está ficando cada vez mais popular a cada ano, com novas bibliotecas, frameworks e ferramentas sendo constantemente lançadas.

Ela hoje é considerada a linguagem mais popular tanto para front-end como back-end. É a única linguagem que é executada de forma nativa no navegador.

Listo abaixo alguns tópicos que você precisa dominar como um desenvolvedor Full Stack.

– Compreenda como trabalhar com o DOM. Saiba também o que é JSON e como manipulá-lo.

– Entenda as características importantes da linguagem, como a composição funcional, fechamentos, eventos, funções.

– Saiba como usar pelo menos um framework popular (muitos programas se concentrarão em ensinar-lhe uma biblioteca ou framework como React ou AngularJS, mas, na realidade, é muito mais importante ter uma compreensão profunda da linguagem JavaScript e não se concentrar tanto no em um framework especifico.)

No entanto, se você deseja se aprofundar mais sobre o React ou AngularJS ? Leia a parte 1 do nosso artigo com 12 Frameworks Front-End, com todas as informações que você precisa para iniciar hoje mesmo a utiliza-los.

Uma vez que você tenha uma boa compreensão do JavaScript, pegar um framework e utiliza-lo não será tão difícil.

– Embora alguns possam falar que você deve utilizar menos, pois ele está morrendo lentamente, o JQuery ainda é utilizado pela maioria dos aplicativos e ter uma compreensão profunda dele será de grande utilidade.

5. Linguagens Back-End.

Linguagens Back-End

Agora que você já tem uma boa compreensão de HTML/CSS e JavaScript, você não pode parar, precisa continuar a avançar e o que te espera é sim uma linguagem de back-end, que irão manipular coisas como banco de dados, autenticação de usuários, lógica de aplicativos etc..

Já pra deixar você mais relaxado quanto a isso, não é necessário você dominar todas as linguagens, no entanto você precisará determinar quais linguagens você irá aprender.

Qual a linguagem é melhor para aprender?

Essa talvez seja a parte do artigo mais complicada de definir devido a quantidade de respostas diferentes que existam. Pois não existe uma resposta exata para essa questão.

Clique aqui e veja uma lista do site da TIOBE das linguagens mais populares em 2018.

E aqui vai uma lista da Danki Code com um link direto para a documentação da mesma, para você conhecer e pesquisar mais a respeito.

PHP

Se quiser se aprofundar ainda mais na linguagem PHP, clique aqui e veja o nosso curso completo sobre PHP.

Veja também o artigo, como se tornar um programador PHP Profissional.

SQL

Node.JS

Python

6. Databases & Web Storage

Databases e Web Storage

Ao aprender a criar aplicações para web, em algum momento você irá precisar armazenar dados em algum lugar para acessar depois, vou relacionar alguns tópicos sobre bancos de dados e armazenamentos do qual você precisa ter uma boa compreensão:

– Compreenda os benefícios dos dados relacionais, como por exemplo, SQL.

– Saiba mais sobre os bancos de dados NoSQL , por exemplo, MongoDB.

– Saiba como conectar um banco de dados com sua linguagem back-end escolhida (por exemplo, Node.js + MongoDB).

– Armazenamento Web para armazenar sessões, cookies e dados em cache no navegador.

7. HTTP e REST

http e rest

Http é um protocolo de aplicativo que permite que os clientes se comuniquem com os servidores (por exemplo, seu código JavaScript pode fazer uma solicitação AJAX para algum código back-end que você tenha executado em um servidor que acontecerá via HTTP).

Listei alguns tópicos abaixo do que você deve aprender:

– O que é REST e por que é importante em relação ao protocolo HTTP e às aplicações web.

– Quais as melhores praticas para projetar uma RESTful API. POST/GET requests.

– Aprender a usar o Chrome DevTools pode ser extremamente útil.

– O que são certificados SSL.

– HTTP / 2 & SPDY (opcional).

Gostando do conteúdo? logo abaixo mostro um vídeo para não restar nenhuma duvida quanto a ser um Desenvolvedor Full Stack.

Por que ser um Desenvolvedor Full Stack?

CONCLUSÃO: Como se tornar um Desenvolvedor Full Stack.

conclusao de como se tornar um desenvolvedor full stack

Bom, aprendeu como se tornar um Desenvolvedor Full Stack? Quer saber mais a respeito?

Acredito que com esse conteúdo já deu uma boa esclarecida sobre o caminho que você precisa percorrer, e nós da Danki Code como uma escola focada no seu desenvolvimento sabemos que só essas informações não bastam, por isso quero te convidar a assistir um mega conteúdo sobre como você pode começar a trilhar essa jornada hoje mesmo e já ingressar na carreira de desenvolvedor Full Stack.

Preparado? Clique no botão abaixo para assistir o Vídeo.

Comentários encerrados.