Planejando Campanhas de E-mail Marketing na Prática

Tempo de leitura: 10 minutos

Você conhece um dos maiores obstáculos que todo empreendedor irá encontrar? Uma maneira mais econômica de expandir sua marca para um público mais amplo.

É justamente nesse cenário que o e-mail marketing entra, seja o lançamento de um negócio ou mesmo se a sua empresa já está estabelecida, um planejamento de e-mail marketing é essencial para promover e potencializar os seus negócios, aumentar suas vendas e etc.

Existem várias ferramentas de e-mail marketing no mercado para facilitar esse processo, inclusive falo sobre 7 Ferramentas de E-mail Marketing em um artigo que escrevi há alguns dias atrás e explico a funcionalidade de cada uma delas, pois seria interessante você já ter em mente as ferramentas corretas que você irá trabalhar para não ter dor de cabeça mais tarde.

Com uma boa ferramenta você poderá personalizar o design das suas campanhas e trabalhar na automação de e-mails para construir e fortalecer os seus relacionamentos com os potenciais clientes ou também podemos chamar de leads.

O que você acha de expandir o seu negócio, otimizar os seus lucros e ganhar a confiança dos clientes planejando campanhas de e-mail marketing na prática?

Sim, é isso que nós vamos fazer agora, por isso fique comigo até o final desse artigo, pois vamos aprender em detalhes sobre:

// Defina o seu público

// Qual a fonte das inscrições?

// Segmentos e públicos

// Decida o que escrever

// Dicas para criar e coletar conteúdo

// Estabeleça uma frequência e metas de envio

// Faça um cronograma

Gerenciar um negócio não é nada fácil, exige-se uma série de requisitos, porém existem muitas coisas a seu favor.

E para tornar o planejamento mais fácil, destacamos algumas ações que você deve realmente levar em consideração ao criar uma estratégia de e-mail marketing.

Defina o seu público

Defina o seu publico

Não interessa o que você vende, você precisa ter uma ideia bem formada quanto ao seu público, isso irá tornar a comunicação bem mais interessante e com certeza irá gerar uma conexão bem mais próxima entre o seu negócio/serviço e o lead.

Isso pode até parecer uma tarefa fácil, afinal de contas, como empreendedor um dos seus trabalhos mais importantes é entender a demografia da sua marca por dentro e por fora.

Assim que seus potenciais clientes entram na lista, eles podem começar a fornecer muitas informações úteis sobre o seu comportamento de compra e interesse.

Com uma boa ferramenta você irá poder criar formulários de inscrição, personalizar os campos para coletar absolutamente tudo que você precisar, como sexo, idade e preferências.

Pode ser que você tenha alguns clientes que só estejam interessados em receber e-mails quando houver uma oferta de uma categoria específica de produtos.

Qual a fonte das inscrições?

qual a fonte das inscrições

Alguns dos dados mais importantes que vêm por meio do seu formulário de inscriçao é como e onde os assinantes se inscreveram na sua lista.

Independente do seu negócio, saber por onde os seus clientes entraram na lista irá dar uma ideia bem melhor de como se comunicar com eles e onde você pode concentrar seus esforços de marketing no futuro.

Por exemplo, se você perceber que a maioria dos leads que estão se inscrevendo estão vindo por meio de formulários que você compartilhou no Facebook e Instagram, é melhor concentrar seus esforços em se conectar com seus clientes ou potenciais clientes por meio das mídias sociais.

Você pode até criar segmentos para segmentar as pessoas que entraram na sua lista de e-mail por meio de algum método específico, seja uma integração que você fez com o Facebook, integração com comércio eletrônico e etc.

Segmentos e públicos

segmentos e publicos

Agora que você já identificou coleções menores de pessoas em seu público maior, você poderá criar alguns grupos e segmentos para enviar campanhas mais relevantes para seus leads.

E lembre-se sempre: Quanto mais a sua campanha for relevante, melhores serão os resultados.

Os grupos vêm para facilitar a sua vida, possibilitando organizar sua lista por categorias, para que você só precise manter uma lista em sua conta.

Vamos supor que você tem um e-commerce e utilize alguma ferramenta de e-mail marketing para se comunicar com os representantes de vendas, locais de varejo que vendem alguns dos seus produtos e clientes.

A etapa mais lógica e que parece mais viável seria criar listas separadas para acompanhar esses três públicos, mas adicioná-los a grupos em uma lista é um conceito semelhante e que pode vir a economizar o seu dinheiro.

Criando segmento para cada um desses grupos, você pode enviar campanhas bem relevantes para eles.

Irá ter momentos que você precisará enviar para sua lista inteira, mas se você aproveitar as ferramentas de segmentação que têm em algumas ferramentas de e-mail marketing, isso pode aumentar significamente as taxas de cliques e os pedidos feitos no seu comércio eletrônico que foram gerados por suas campanhas.

Decida o que escrever

decida o que escrever

Agora que você já sabe para quem está escrevendo, é hora de pensar no seu conteúdo.

O que necessariamente você quer falar para o seu público?

Se você realmente quer enviar e-mail com propósito, que realmente falem com seus inscritos, então tenha sempre em mente: onde foi que eles se inscreveram?

Pode até ser útil descrever alguns tipos de conteúdo gerais que você pode incluir em suas campanhas, para que você possa fazer consultas a eles ao criar seus e-mails.

Alguns exemplos de conteúdo:

  • Posts populares de mídias sociais, como Facebook ou instagram
  • Detalhes sobre produtos que estão em destaque
  • Fotos de eventos anteriores e recapitulações
  • Cobertura de notícias

Antes mesmo de começar a criar conteúdo do zero, pense no que você já tem e que seus clientes podem achar interessante, como uma postagem popular no Facebook e instagram, ou um artigo que a sua empresa escreveu.

Mas você também deve pensar sobre o conteúdo que deseja criar para o seu público ou em determinados segmentos da sua lista e de alguma forma recompensá-los por se importar com o trabalho que você desenvolve.

Dicas para criar e coletar conteúdo

dicas para criar e coletar conteúdo

Pode não ser muito fácil criar conteúdos atraentes que sempre causem empolgação na sua audiência, a pressão de estar sempre produzindo algo desse nível pode ser perturbadora. Mas, se você colocar em prática as dicas que vou te passar aqui para criar e reunir conteúdo ao desenvolver uma campanha, isso ajudará você a encontrar a melhor maneira de conversar com os seus leitores.

Trate cada inscrito em sua lista como VIP

Cada pessoa que se inscreve em sua lista está totalmente interessada no que você tem a dizer, está totalmente disposto a te acompanhar por e-mail. Isso é um baita privilégio.

Honre-os, fazendo com que eles sejam os primeiros a saber sobre novos produtos e vendas. Ou, você pode ir além, como solicitar a seus melhores clientes para participar de pesquisas sobre produtos e recompensá-los por isso, tornando-os beta testers para novos produtos.

Mantenha o conteúdo útil

É bom pensar nos e-mails que você abre e quais são imediatamente excluídos ao criar suas próprias campanhas.

O que te move a abrir um e-mail? Acreditamos que seja o fato de ser uma informação que você ainda não tenha.

Verifique se você está enviando conteúdo quente para sua audiência e que realmente seja útil para eles.

Mas não é apenas no conteúdo interno do seu e-mail que você deve focar, mas também no assunto do e-mail.

A maioria das pessoas examina rapidamente um e-mail antes de tomar a decisão de abri-lo, então no seu assunto você deve deixar claro que aquela campanha vale realmente o tempo dos seus assinantes.

A melhor dica é deixar seu assunto bem descritivo e direto, mas quanto a isso você pode testar diferentes variações para encontrar uma vencedora.

Seja curto e claro

A maioria das pessoas recebe uma enxurrada de conteúdo por e-mail todos os dias, então seja bem curto e claro quanto ao seu ponto de vista para facilitar a leitura rápida dos seus assinantes.

Busque inspiração

Aplicativos como Evernote, Pinterest e Pocket são ótimos para salvar e organizar o conteúdo que você gostaria de utilizar em suas campanhas.

Confira os e-mails que você recebe que são realmente bons.

Estabeleça uma frequência e metas de envio

estabeleça uma frequencia e metas de envio

Não há nada de definitivo quanto a frequência com que você deve enviar e-mails para os seus clientes, mas se você for muito abusivo e mandar um e-mail atrás do outro, seus assinantes provavelmente deixarão de ler o que você tem a dizer ou vão cancelar seus e-mails.

Alguns optam por enviar atualizações diárias para seus assinantes, que as vezes pode não ser uma boa escolha, enquanto outros optam por enviar um e-mail por semana e deixam seus prospects ansiosos pelo próximo e-mail, tudo vai depender da conversa prévia que você já teve com a sua audiência.

Faça um cronograma

faça um cronograma

Nem todos os empreendedores têm uma programação regular para o envio de suas campanhas, mas saiba que isso pode ser muito útil, especialmente se você estiver trabalhando com uma equipe.

Uma forma de garantir que você trilhe o caminho certo é criando um calendário de conteúdo para agendar suas campanhas, postagens de blog, postagens nas mídias sociais e muito mais.

A sua programação de e-mail marketing dependerá do seu nicho de atuação, os tipos de conteúdo que você envia e a frequência que você envia.

Conclusão

conclusão planejando campanhas de e-mail marketing

Estamos chegando ao final do nosso artigo cujo qual possibilitou que você realmente esteja apto a planejar campanhas de e-mail marketing na prática, ficamos felizes por você estar compromissado em gerar resultados para seus potenciais clientes e para o seu negócio.

Lembrando que essa não é a fórmula mágica para você se relacionar com os seus clientes, tudo irá depender de alguns testes que você irá fazer no decorrer do percurso, mas pode ter certeza que o que lhe passamos nesse artigo é o que trabalhamos aqui na Danki Code e percebemos que funciona, mas claro sempre buscando melhorar e eliminar aquilo que não funciona.

Esse é o marketing de inteligência, que busca sempre melhorar e melhorar cada vez mais os processos.

Gostou do artigo? Tem alguma sugestão? Deixe-a nos comentários, adoraríamos nos relacionar com você.

Até o próximo artigo!