GamePlay e Análise do Jogo Hyper Light Drifter: Parte 1

Tempo de leitura: 3 minutos

E aí pessoal! Hoje vamos para mais uma GamePlay e Análise, e dessa vez analisaremos o Jogo Hyper Light Drifter que é um RPG de ação em 2D desenvolvido pela Heart Machine.

Nele vemos claramente uma homenagem aos jogos de 8 e 16 bits e seu desenvolvedor principal Alex Preston o considera como uma combinação de The Legend of Zelda: A Link to the Past e Diablo.

Legal né?! Agora vem comigo se você quiser entender o que há por trás de toda trama de Hyper Light Drifter,

O que veremos neste artigo?

// Hyper Light Drifter e sua trama

// Características do jogo

// Jogabilidade

// GamePlay e Análise do Jogo Hyper Light Drifter: Parte 1

Hyper Light Drifter e sua trama

Hyper Light Drifter e sua trama

Ecos de um passado sombrio e violento ressoam por uma terra selvagem, rica em tesouros e sangue.

O Hyper Light Drifter é um RPG de aventura e ação no estilo dos melhores clássicos de 16 bits, com mecânicas e designs modernizados em uma escala muito maior.

Os vagabundos que vivem neste mundo são os colecionadores de conhecimentos esquecidos, tecnologias perdidas e histórias despedaçadas.

Nosso Derivador é assombrado por uma doença insaciável, que viaja para as terras do Tempo Enterrado, na esperança de encontrar uma forma de acalmar sua terrível doença.

Características do jogo

caracteristicas do jogo

  • Cada personagem e os elementos sutis que se encontram no fundo, tudo foi carinhosamente desenhado e animado à mão.
  • Fácil de pegar, difícil de dominar; os inimigos são cruéis e numerosos, os perigos que surgem facilmente esmagam seu corpo frágil e os rostos amigáveis ​​são raros de se encontrar.
  • Atualize as armas e aprenda novas habilidades, descubra equipamentos e atravesse um mundo sombrio e cheio de detalhes, com muitos caminhos e segredos ramificados.

Jogabilidade

jogabilidade

O jogador controlará Drifter, um personagem que tem acesso à uma tecnologia que há muito tempo foi esquecida pelos habitantes do mundo do jogo e está sofrendo de uma doença estranha, não é especificada.

O Drifter está equipado com uma espada de energia, mas pode obter acesso a outros módulos que expandem seu arsenal de armas e habilidades. Isso geralmente exige energia de baterias raras espalhadas pelo mundo.

O armamento inclui arquétipos tradicionais de role-playing console, incluindo armas de longo alcance e ataques à área.

Em vez de o jogador buscar munição no mundo do jogo para carregar as armas, sua munição é carregada ao acertar inimigos e objetos com a espada de energia.

O jogador enfrenta monstros cada vez mais difíceis, tanto em número quanto em habilidade, exigindo aprimore suas táticas para ter sucesso no jogo.

Preston tinha como objetivo replicar a experiência de jogar no SNES, observando que a unidade tinha “jogos incríveis, quase perfeitos, projetados para ambientes limitados”, que ele se desafiou a simular no Hyper Light Drifter.

Uma característica dos jogos SNES que Preston capturou é que não há diálogo falado, colocando mais ênfase na música e no visual do jogo para contar uma história.

E para não ficarmos só em palavras, eu resolvi jogar o Hyper Light Drifter. Vamos ver na prática como é esse universo e como eu me saí no jogo.

Está curioso pra saber como eu me sai? É só apertar o Play!

GamePlay e Análise do Jogo Hyper Light Drifter: Parte 1

Conclusão da GamePlay e Análise do Jogo Hyper Light Drifter

conclusao de Hyper Light Drifter

Gostou do nosso GamePlay e análise? Deseja saber exatamente como desenvolver jogos neste formato e em muitos outros?

O que você acha da ideia de desenvolver jogos do absoluto zero em um passo a passo super simples que eu mesmo dou em nosso treinamento para desenvolvedores de games?

Você aprenderá do absoluto zero com as melhores engines do mercado. Ah! E não é preciso saber nada sobre desenvolvimento de games ou programação, nós iremos te ajudar desde os primeiros passos.

>> Conheça o Treinamento mais completo do Brasil que irá fazer de você um Desenvolvedor de Game Profissional <<

 

Comentários encerrados.